lbj

Vida Longa ao Rei

Não é de hoje que acho LeBron James o maior jogador de basquete do planeta. Antes mesmo de ele ganhar títulos e apagar o estigma de ‘amarelão’, era claro na minha cabeça de que não existia outro jogador capaz de fazer o que ele faz em quadra. A questão antes era física; muitos (quase todos) achavam que James só era tão melhor que o resto por ter um porte físico invejável. Ele apagou a imagem ao se tornar um exímio arremessador desde que chegou em Miami.

Para muitos (quase todos), a questão é a arbitragem. LeBron tem liberdades que nenhum outro tem. Ganha faltas que outros não ganhariam, faz faltas que não são marcadas, pode dar vários passos a mais no caminho de uma enterrada e sabe que nada vai ser marcado contra. O que é estranho, já que James foi apenas o oitavo jogador que mais bateu lances livres na temporada.

Isso pouco importa hoje. O caminho de LeBron rumo ao topo da cadeia aliimentar do basquete não se prende mais a discussões irrisórias sobre seu físico ou sobre o quanto a arbitragem gosta dele. O sucesso do maior do mundo hoje é medido primariamente por qual é o próximo recorde que ele vai bater.

Ontem, na quarta partida das Finais do Leste contra o Indiana Pacers, ele bateu mais um: ultrapassou nada mais, nada menos que Michael Jordan em jogos de pós-temporada marcando mais de 25 pontos, 5 rebotes e 5 assistências. São agora 74 jogos desse tipo, e a tendência é que ele só aumente a marca, já que ainda restam muitos anos em uma carreira que já é uma das maiores já vistas.

A tal fama de amarelão já não existe mais. LeBron James já é um dos melhores jogadores da história dos Playoffs, em termos de performances individuais. As circunstâncias e o fato de não ter tido um grande elenco de apoio em todos os anos de Cleveland Cavaliers atrapalharam, e ele tem apenas dois títulos, por enquanto. Está perto do terceiro, já que é quase 100% certa a presença de Miami na quarta final de NBA seguida.

Campeão ou não nessa temporada, LeBron já se estabeleceu como um dos maiores. Goste você ou não. Na temporada regular ou nos Playoffs, ele mostrou o quanto é decisivo e importante para seu time. A liderança dentro e fora de quadra, o talento e a inteligência muito acima da média. Tudo isso o credencia como diferente do resto. Vai demorar para surgir outro como ele. LeBron é o tipo de jogador que acontece uma vez por geração. É único, diferente, especial.

LeBron, você ainda é o verdadeiro MVP. Vida longa ao rei.

Welcome!

Seja bem-vindo ao Blog do Renato!

Como você provavelmente deve ter deduzido, meu nome é Renato (duh!), tenho 20 anos e começo hoje a postar nesse blog. Apesar de gostar muito de música e filmes,  minha maior paixão é mesmo esportes. Me considero um viciado em todo tipo de esporte, mas o foco maior de meu tempo e estudos é em futebol, basquete, futebol americano e beisebol.

Então a idéia principal do blog é postar textos sobre esses quatro esportes. Ocasionalmente, pode aparecer tênis, lutas, etc… Mas o foco é no quadrado mágico (bom nome, hein?!) mesmo.

Todos nós sabemos que brasileiros não gostam muito de ler. Embora a vontade seja de escrever 2-4 mil palavras em todos os textos, nem todos vão ter saco de acompanhar até o fim. O que você verá aqui então serão textos concisos, bem ilustrados e bem pesquisados pra te informar e quem sabe divertir também.

A idéia é que o blog seja bem regular, com mais de um texto por dia, já que a cobertura é de vários esportes e sempre tem um monte de assunto pra ser comentado e analisado.

POR FAVOR, COMPARTILHEM O BLOG. Se vocês gostarem do que lerem aqui, espalhem pros amigos do Facebook, do Twitter, mandem por email, enfim, espalhem a palavra. Quanto mais olhos no produto, melhor ele fica. E farei meu máximo com muito carinho.

Quero pedir também que comentem quando possível for. Não dá pra eu saber se vocês gostam ou não, concordam ou não com os textos se não comentarem e dizerem o que acham. Conversar sobre os assuntos é uma maneira legal de aumentar conhecimentos e quem sabe até fazer amizades. Além daqui do blog, podem me achar no Twitter também.

De novo, sejam bem-vindos ao blog. É de vocês, pra vocês. Até a próxima!